Pesquisar este blog

segunda-feira, 25 de abril de 2011

De casa, assisti o feriadão estressar os outros


A vida em zona rural é assim... agitada. Nos feriadões chuvosos, um horror
 Quarta-feira passada, vi a rodoviária de Porto Alegre congestionada - como nunca! Depois a mídia me exibiu o longo e inédito engarrafamento da BR 386, que seria meu caminho natural para visitar a sogra e familiares e percebi que não era de graça o desânimo que em mim se abatera.

O feriadão esticado motivou o povo a agendar todo tipo de passeio e aí, as estradas que já são complicadas em sua rotina, tornaam-se no inferno que assistimos. E voltaram as chuvas torrenciais e os deslizamentos de terra. Mais mortes e uma tristeza que não merecíamos.

Como eu moro em um sítio, a coisa fica mais fácil. É claro que com todos os filhos na estrada entre o Uruguai e Santa Catarina, bate uma expectativa que dê tudo certo, que aproveitem e sejam abençoados na ida e na volta. O resto dos dias permaneci entre a cozinha, a sala e o quarto. Não necessariamente na mesma ordem. 

Cuidados com o lar... a limpeza também dá uma certa alegria. Ver tudo limpinho... Coisa de pobre, dirão meus amigos abonados.  Mas entre o estresse das rodovias, a multidão amontoada nas ruas da Serra,  decidi curtir a chuva de casa mesmo. E quando o domingo abriu em sol e temperatura civilizada, fiz minha caminhada matinal ainda no chão úmido, pensando em qualquer nova receita de bem viver. Regada a um bom vinho tinto, é claro.

Boa semana à todos!

Um comentário:

Maria Helena disse...

Que maravilha, Giba!! Que essas coisas se repitam muitas vezes pra vocês. Muito sábia a Carmen... Méri