Pesquisar este blog

quinta-feira, 21 de abril de 2011

E a Sexta-Feira Santa à moda antiga?

Todo bom cristão sabe que a Sexta-Feira Santa, lembra o julgamento, crucificação, morte e sepultura de Jesus Cristo. Quando eu era guri, as rádios tocavam somente música erudita em árias melancólicas e fúnebres.

Os católicos tinham a obrigação de uma reflexão sobre a paixão de Cristo em seu calvário. Comíamos peixe, em pequenas quantidades. A Igreja recomendava jejum. Hoje, tudo mudou, tem  feira de peixe em todas as cidades, pequenas ou metrópoles. A paixão de Cristo virou um grande negócio.

Mais parece uma "celebração" a base de frutos do mar e vinhos, principalmente. Tem algo estranho em tudo isso, ou o cristianismo moderno já não é mais o mesmo?

2 comentários:

Flávio Dutra disse...

Lembro dos tempos em que as rádios só tocavam requiens.

Tárik disse...

Assim como no passado a tendência é que as religiões comecem a se quebrar. E que se quebrem logo.
Não haverá esquife para tantas ideias e religiões morrendo.